Date: Dezembro 2, 2014

Author: Eu Consigo

Tags: , ,

No Comments »

Ultrapasse a ansiedade com competências sociais

Alguma vez se sentiu esquisito, deslocado, como se não pertencesse em lado nenhum? Na escola, no círculo familiar, no trabalho, nos mais diversos aspectos da sociedade? Alguma vez se sentiu rejeitado, posto de lado? Alguma vez sentiu que era apenas um impostor, que a sua máscara feliz estava prestes a ser descoberta?

Basta estar vivo para ter, alguma vez na vida, sentido o que é ser rejeitado. Mas algumas pessoas sentem-se assim o tempo todo, desde que se lembram. Daniel Wendler é uma delas. Em criança, ninguém sequer se sentava perto dele no refeitório da escola. Nas suas próprias palavras, “não fazia ideia de como conversar com alguém, não percebia nada de relações, e era terrível a conhecer pessoas novas. Debatia-me com a depressão, sofria com o bullying constante, e achava que havia algo profundamente errado comigo que impedia os outros de gostarem de mim.”

Quando Daniel foi diagnosticado com Asperger, sentiu-se feliz. Finalmente, conseguiu perceber por que se sentia sempre tão inadaptado. Afinal, o que se passava era que não tinha competências sociais. Então, tudo o que precisava de fazer era aprendê-las. Depois de desenvolver metodologias para perceber como as pessoas que não têm Asperger interagem, como comunicam, como desenvolvem a sua linguagem corporal, Daniel percebeu o que tinha de fazer.

Aos poucos, a sua vida ficou mais rica, com a presença de amigos que nunca mais o deixaram sentir-se sozinho. Hoje Daniel gere um site sobre competências sociais cheio de dicas úteis para quem está empenhado em interagir de forma mais natural e confortável com os outros. Ele é um exemplo para todas as pessoas – com ou sem Asperger – que se interessam pelo assunto. Tal como ele, também você pode melhorar aspectos chave da sua vida, desenvolvendo competências sociais que lhe faltam e construindo o caminho para uma integração mais fácil e recompensadora na sociedade. Sempre, sem deixar de ser quem é. Porque não temos de, nem devemos, ser todos iguais.

Conheça o testemunho do Daniel Wendler aqui:

Se precisa de ajuda a desenvolver e treinar as suas competências sociais, contacte-nos.

Leave a Comment

Partilhe :)