Tarefas domésticas sem “ais”

A dor e o desconforto articulares agravam-se com o avançar da idade e para muitas pessoas não é raro deixar escapar um “ai” ao fazer um simples movimento associado a uma tarefa do dia-a-dia. Prolongar o bom funcionamento das articulações pode ser uma questão de mudar alguns maus hábitos em ocupações repetitivas, como as da lida da casa. Saiba como adaptar a forma como desempenha as suas tarefas domésticas, com vista a reduzir o esforço articular e conservar a sua energia.

Se tratar da casa não é fácil, fazê-lo com problemas articulares, muitas vezes associados a dor, é muito pior. É portanto imprescindível tomar consciência de que há formas de fazê-lo protegendo as suas articulações e conservando a sua energia. Para começar, pense que tudo é uma questão de planeamento. Faça uma lista das tarefas domésticas e classifique-as de acordo com o grau de esforço que exigem. Depois, distribua-as pelos dias da semana, de forma a evitar dias muito sobrecarregados. Alterne períodos de maior esforço com tarefas leves e com tempo de descanso sempre que necessário. Planeie também a forma como vai desempenhar cada tarefa. Quais são os equipamentos e materiais de que precisa? Arrume-os perto dos locais onde vão ser utilizados. Se a sua casa tem mais de um andar, é preferível ter detergentes, panos e outros acessórios em duplicado, para não ter de andar constantemente a subir e descer escadas. Os equipamentos que está a usar são os mais adequados? Uma simples pá de cabo alto pode ajudar a poupar os joelhos e as costas. Consulte um catálogo de ajudas técnicas e veja se há itens que podem facilitar o seu trabalho.

Organizar a casa

A nossa casa espelha a nossa vida e é natural que ao longo dos anos se acabe por acumular muitos objectos. Lance um olhar crítico a cada divisão e decida se há coisas que não fazem falta. Reveja também a organização dos espaços de arrumação, tendo em conta que os objectos mais pesados devem estar colocados ao nível da cintura. Haverá forma de arrumar a roupa de cama mais perto das respectivas camas? E os armários da cozinha, estão bem organizados, com os itens de uso mais regular nos sítios mais acessíveis? Arrume de acordo com o que faz mais sentido para as suas rotinas. Os pratos junto à máquina da loiça, os tachos junto ao fogão. Evite empilhar a loiça, para que não tenha de remover todas as tigelas para chegar àquela de que precisa.

Limpar

O peso dos equipamentos de limpeza e os movimentos usados para limpar podem ser extenuantes e exigir muito das articulações. Comece por arrumar as peças soltas que possam atrapalhar a limpeza. Transporte todos os utensílios de que necessita devidamente acondicionados numa só viagem e limpe uma divisão de cada vez, acabando todo o trabalho na primeira antes de passar à próxima. Ao usar a vassoura ou a esfregona, evite segurar no cabo abaixo da linha da cintura. Sempre que possível, use tanto a mão direita quanto a esquerda para limpar (por exemplo uma mesa ou uma janela), alternadamente e com movimentos simétricos. Para conservar energia, lembre-se que há partes da limpeza que pode fazer em posição sentada. Nas casas de banho, use uma esponja com um cabo extensível para chegar mais facilmente a todas as superfícies. Para espremer a esponja não use os dedos mas antes a palma da mão, pressionando-a de encontro a uma superfície. Ao lavar janelas ou paredes, trabalhe de cima para baixo, tirando partido da gravidade.

Cozinhar

É daquelas pessoas que vão às compras todos os dias porque falta algo para o jantar? A menos que esse seja o seu pretexto para passear, aposte antes no planeamento atempado e na preparação antecipada das refeições. Nada pior que no final de um dia cheio de tarefas cansativas ainda ter de cozinhar. Faça-o nos dias de menor cansaço, preparando grandes quantidades de uma vez e congele em porções separadas. Pense em substituir tachos e panelas pesados por outros mais leves e antiaderentes, que são fáceis de manejar e limpar e use aparelhos eléctricos sempre que estes possam substituir uma tarefa repetitiva. Usar uma faca também tem muito que se lhe diga. Para descascar, substitua-a por um descascador de pega larga. Para cortar, segure-a como se fosse um punhal ou adquira uma faca de cabo vertical. Use as duas mãos, distribuindo o peso, para servir líquidos de jarros e embalagens. Habitue-se a juntar todos os itens de que precisa para preparar uma refeição (ou um simples lanche) e colocar tudo em cima de uma mesa ou bancada. Dessa forma poderá depois sentar-se e preparar os alimentos apenas com o esforço necessário para movimentar braços e mãos.

Tratar da roupa

Carregar um cesto de roupa molhada e pesada é algo a evitar a todo o custo. Se tem máquina de secar, crie uma zona de tratamento de roupa junto a esta, de modo a que possa passar a ferro ali mesmo. Para secar a roupa ao ar livre, procure transportá-la colocando-a sobre um carrinho e empurrando. Para passar a ferro, sente-se de modo a que a tábua fique aproximadamente à altura do seu umbigo, para que não esforce os ombros e pescoço ao manejá-lo. Este deve ser tão leve quanto possível, podendo optar por um pequeno ferro de viagem. Mesmo que seja fã da roupa impecavelmente passada, não exagere. Muita da roupa não precisará de ser passada, ou exigirá muito menos esforço, se for bem estendida, dobrada e pendurada em cabides.

O corpo humano é como uma máquina cuja durabilidade pode ser prolongada através do bom uso. As tarefas domésticas são um excelente exemplo de como a forma como desempenhamos as nossas ocupações pode influenciar a nossa saúde. Para mais conselhos sobre como proteger as suas articulações e conservar energia, fale connosco.

 

 

Leave a Comment

Partilhe :)