Pókemon Go – a febre chegou aos hospitais mas tem benefícios terapêuticos

Algumas clínicas e hospitais, nos Estados Unidos, têm encorajado os seus utentes a “apanhá-los todos” desde que surgiu a febre do Pokémon Go. O objectivo é motivar os utilizadores a levantarem-se da cama, andarem e até fazerem amigos dentro do hospital enquanto jogam.

Os próprios terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas estão a utilizar a aplicação para promover o desempenho e o envolvimento dos seus utentes nos exercícios e actividades terapêuticas.

“Quando quero que uma criança levante os braços ou realize um agachamento, posso dizer-lhe ‘olha, está ali um Pokémon mas é pequeno, consegues baixar-te para o apanhares?’ e assim consigo fazer com que ele realize um exercício que há 5 minutos ele gritava e chorava porque não o queria fazer” refere um terapeuta do hospital pediátrico C.S Mott, no Michigan.

Benefícios terapêuticos

Os terapeutas ocupacionais da clínica Easter Seals Oklahoma referem que apanhar Pokémons pode promover capacidades como a coordenação olho-mão, percepção espacial e visual, seguir instruções e pistas, capacidades motoras finas, entre outras.

Mas também existem benefícios sociais uma vez que obriga os utilizadores a saírem dos seus quartos para poderem jogar, o que por sua vez tem ajudado os utentes mais jovens e crianças que apresentam dificuldades na interacção com outras pessoas. Ralphie, uma criança com 6 anos de idade e com perturbação do espectro do autismo, tem sérias dificuldades em lidar com situações sociais. Contudo, jogar Pokémon Go ajudou-o a conhecer crianças da sua idade.

Pessoas que sofrem de agorafobia (medo irracional de estar em locais públicos) e ansiedade têm referido o jogo Pókemon Go como a motivação que os levou “finalmente” a sair de casa.

“3 anos de agorafobia e parece que afinal tudo o que eu precisava para me fazer sair de casa era um Pokémon” refere uma jovem no Twitter. Outra rapariga refere ainda “o Pókemon Go tem sido excelente para a minha agorafobia. A minha vontade de apanhar Pókemons supera o meu desejo de me esconder no quarto.”

O psiquiatra John M. Grohol, em resposta aos resultados positivos que se têm verificado, refere “penso que isto é uma demonstração excelente das consequências, não intencionais mas benéficas, dos jogos e da produção de jogos que promovem o exercício físico. Muitos estudos demonstram o benefício do exercício físico na melhoria do estado de humor das pessoas. Os criadores do Pókemon Go não pretendiam criar uma aplicação benéfica para a saúde mental. Contudo foi isso mesmo que fizeram e os benefícios parecem ser extremamente positivos. Para uma pessoa que sofre de depressão, por exemplo, a ideia de fazer exercício é quase impossível de contemplar, quanto mais de realizar. Para uma pessoa que sofre de ansiedade social, a ideia de sair de casa e possivelmente ter que interagir com outras pessoas que queiram falar sobre o jogo é assustadora”.

Uma vez que o Pokémon Go foi lançado há pouco tempo, ainda não é possível perceber se esse impacto positivo nas pessoas com agorafobia ou ansiedade social é duradouro. No entanto, com os recentes estudos a demonstrarem que os jogos têm um impacto positivo no campo da saúde mental, existem motivos para sermos optimistas.

 


 Por: Joana Emauz Madruga | Terapeuta Ocupacional

Fonte: Pokemon Go helps Oklahoma occupational therapy patients | Hospital Uses ‘Pokemon Go’ To Get Kids To Do Physical Therapy| Pokémon Go Helps People With Anxiety, Stress, and More!

Leave a Comment

Partilhe :)