fbpx
A carregar Eventos

« Todos os Eventos

  • Este evento já decorreu.

Curso de Capacitação Sobre o Idadismo

Abril 3, 2023 * 6:00 pm - 9:00 pm

145€

Data:

3, 5, 10, 12, 17 e 19 de Abril

18h-21h

Destinatários:

Profissionais da área social e técnicos/as de organizações (ONG, IPSS, Associações, entre outros);
Pessoal dirigente, técnicos e profissionais da administração pública, central, local e de empresas;
Profissionais de saúde, educação, recursos humanos e outros públicos estratégicos com uma intervenção direta na prevenção e combate contra o idadismo;
– Cuidadores formais e informais;
– Público em geral com interesse na temática do envelhecimento e direitos humanos, diversidade e inclusão e desenvolvimento e pessoal.

Modalidade de formação:

Online

Pertinência:

Vivemos mais anos, uma conquista civilizacional da qual nos devemos orgulhar. Porém, o envelhecimento e a longevidade são alvo de narrativas que fomentam a visão estereotipada sobre o processo de envelhecimento individual e coletivo.

O idadismo – discriminação com base na idade – é considerado uma das últimas discriminações socialmente aceites, sendo esta tão grave e prejudicial como por exemplo o sexismo ou racismo.

A Estratégia e plano de ação mundiais sobre o envelhecimento e a saúde (2016-2030) e a resolução da Assembleia Mundial da Saúde (OMS) identificaram o combate ao idadismo como um pré-requisito fulcral para o desenvolvimento de boas políticas públicas sobre o envelhecimento saudável e inclusivo de pessoas de todas as idades, especialmente das faixas etárias mais avançadas.

Segundo o Relatório Global sobre o Idadismo (2020) da Organização Mundial de Saúde, 1 em cada 2 pessoas é discriminada em função da idade. Onde se manifesta o idadismo? Nas instituições e serviços públicos, no mercado de trabalho, nos meios de comunicação social, nas nossas relações e mesmo contra nós próprios.

O idadismo atinge bilhões de pessoas em todo o mundo e é um problema grave de direitos humanos como um problema de saúde pública de amplo alcance (OMS, 2021, reduzindo 7,5 anos da nossa esperança média de vida.

Envelhecer é uma condição humana universal; um processo natural que abrange todo o nosso ciclo de vida e um direito que deveria ser cumprido sem medos, exclusão e desumanização.

A prevenção e o combate contra o idadismo consubstancia-se num dos grandes desafios da atualidade. Viver mais anos é de facto uma conquista. Contudo, só conseguiremos celebrar esta vitória quando a nossa longevidade for vivida com plenitude, igualdade e dignidade.

Objectivos:

No final da formação, os formandos deverão ser capazes de Identificar situações, atitudes e comportamentos idadistas, de modo a promover um envelhecimento saudável e inclusivo, num contexto individual, social e institucional.

Domínio cognitivo (saber-saber)

  • Descrever os conceitos de envelhecimento biológico, social e cultural
  •  Identificar as causas e consequências do envelhecimento demográfico
  • Indicar as recomendações para a construção de uma longevidade saudável
  • Descrever a problemática do idadismo: Identificar a sua natureza, determinantes, contextos e impactos
  • Especificar as estratégias de prevenção e combate contra o idadismo
  • Definir novas narrativas sobre o envelhecimento e a idade

Domínio psicomotor (saber-fazer)

  • Diagnosticar situações, atitudes e comportamentos de discriminação etária
  • Indicar estratégias para alterar comportamentos e práticas idadistas
  • Elaborar planos de prevenção e combate contra o idadismo

Domínio Afectivo (saber-ser)

  • Argumentar contra visões estereotipadas sobre o processo de envelhecimento individual e coletivo
  • Assumir um papel de agente ativo na modificação de mentalidades e comportamentos idadistas

Conteúdos :

  • O processo de envelhecimento biológico, social e cultural
  • Envelhecimento demográfico – causas e desafios
  • A natureza do idadismo
  • A escala do idadismo contra pessoas mais velhas: idadismo institucional, idadismo interpessoal; idadismo autodirigido
  • O impacto do idadismo : saúde, sociedade, economia
  • Os determinantes do idadismo
  • Estratégias de prevenção e combate: políticas públicas e legislação; intervenção educativas e intervenções de contacto intergeracional
  • Recomendações para uma longevidade inclusiva e criativa –
  • Discussão de casos
  • Exercícios práticos

Formadora:

Luísa Pinheiro

Luísa Pinheiro, 45 anos, possui uma licenciatura pré-bolonha em Sociologia / Política Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, uma pós graduação em Comunicação Multimédia pelo ISCIA e uma especialização em Comunicação e Advocacia para ONGs pela Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa. É formadora certificada pelo IEFP.

Na última década, a Luísa lidera, desenvolveu e implementou inúmeros projetos com múltiplos stakeholders, europeus, nacionais e regionais, nas temáticas do idadismo, envelhecimento e intergeracionalidade, educação, diversidade e inclusão, onde se incluem projectos financiados pela UE, Câmaras Municipais, entre outros.

Desde 2015 que é co-fundadora e presidente executiva da Associação Cabelos Brancos (com sede em Lisboa), sendo esta organização pioneira a nível nacional na prevenção e combate do idadismo – discriminação etária  –  com foco em projetos formativos e na construção de comunidades intergeracionais e projetos sociais inovadores.

A vida sem prazos de validade, slogan e causa da Cabelos Brancos é a sua missão e paixão.

Metodologia de formação:

Serão utilizados os quatro métodos pedagógicos – ativo, interrogativo, demonstrativo e expositivo – fundamentados em diversas técnicas pedagógicas que serão desenvolvidas em função dos objetivos, dos conteúdos e das competências que se pretendem atingir.

Metodologia de Avaliação:

Formativa – Observação da execução de exercícios; formulação de questões orais.

Sumativa – teste de escolha múltipla no final da formação

Critérios e ponderação:

  • Domínio de conteúdos 10%;
  • Aplicação de conteúdos a situações concretas 10%;
  • Participação individual 10%;
  • Participação de grupo 10%;
  • Atenção 10%;
  • Aquisição de conhecimentos 50%
  • A classificação final é apurada da seguinte forma: ficha de observação dos formandos 50%+teste de avaliação 50% Escala de avaliação: 1 – Insatisfaz 2 – Satifaz 3 – Bom 4 – Muito Bom 5 – Excelente

Assiduidade dos formandos:

Os formandos deverão comparecer a 90% do tempo total da formação, mantendo as suas câmaras ligadas. Os atrasos superiores a 15 minutos, relativamente aos horários estabelecidos, carecem de justificação. Compete ao Coordenador de cada formação a aceitação de justificações de faltas apresentadas pelos formandos, registando na folha de presenças se a mesma será justificada ou não.

Condições de certificação final:

Aos formandos será entregue um certificado de frequência por entidade de formação certificada, emitido através da Plataforma SIGO.

Recursos didácticos/pedagógicos:

-Computador
-Powerpoint
-Vídeos
-Materiais exemplificativos

Recursos físicos:

Computador; ligação à internet (paltaforma Zoom);

Será entregue aos formandos um e-book sobre os conteúdos da formação

 

ENTIDADE PROMOTORA:

 

ENTIDADE FORMADORA:

 

 

 

ENTIDADE CERTIFICADORA:

Valor:

Os valores apresentados são isentos de IVA.

Os estudantes beneficiam de um desconto de 10%

Inscrições antecipadas (recebidas até 25 de Março de 2023)

– Individuais – 155€

– Grupo (3 ou mais pessoas)- 145€

Inscrições normais (recebidas a partir de 26 de Março de 2023)

– Individuais – 165€ 

– Grupo (3 ou mais pessoas) – 155 €

Oferta de 1 e-book sobre Idadismo

Dados para pagamento:

Titular: Associação Cabelos Brancos
IBAN: PT50-0033-0000-45583142198-05
SWIFT (Para transferências internacionais): BCOMPTPL

Consulte o Regulamento aqui – Regulamento de formação

Inscreva-se aqui:

Detalhes

Data:
Abril 3, 2023
Hora:
6:00 pm - 9:00 pm
Custo:
145€
Categoria de Evento:
Etiquetas de Evento:
,

Organizador

Associação Cabelos Brancos/Eu Consigo

Local

Online

Próximos eventos

Videoteca do cuidador

Catálogo de formação

catálogo de formação

Subscreva a nossa Newsletter

Copyright 2012 - Eu Consigo. All Rights Reserved Em caso de litígio o foro competente será o Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa

scroll to top