Date: Novembro 12, 2015

Author: Eu Consigo

Tags:

No Comments »

Cuidadores no Top 10 das lesões profissionais

Os cuidadores representam uma das principais ocupações onde surgem lesões e patologias musculoesqueléticas, como a dor lombar, de acordo com um artigo publicado no Journal of Issues in Nursing em 2004. Essas lesões estão frequentemente associadas às transferências manuais de utentes/familiares, não podendo ser consideradas como apenas situações inconvenientes, uma vez que podem produzir consequências graves a longo prazo na saúde dos cuidadores.

O mesmo estudo revelou que um cuidador levantava um peso equivalente a 1.8 toneladas, num turno de 8 horas, um número que demonstra bem a relevância dos riscos associados a esta atividade. Enumeramos os que são considerados como principais causas de lesões originadas durante as transferências e posicionamentos:

– Força – o esforço físico necessário para desempenhar a tarefa (levantamento de cargas pesadas)

Repetição – realizar os mesmos movimentos repetidamente e de forma contínua ao longo do dia;

– Posições desconfortáveis – realização de posicionamentos que causam stress no próprio corpo do cuidador, tais como inclinar-se sob a cama ou cadeira, ajoelhar-se ou a torção do corpo no momento em que vai levantar a pessoa.

Para além destes riscos para o cuidador, não dominar as técnicas de transferências e posicionamentos pode afetar a qualidade do serviço prestado, bem como a segurança e o conforto da pessoa que recebe o cuidado.

Pessoa ao cuidado

A má conduta durante as transferências apresenta consequências negativas para ambos os intervenientes. A pessoa que necessita da ajuda de terceiros para realizar a atividade em questão pode sentir medo, dor e perda da sua dignidade durante os procedimentos utilizados nesta atividade. Pode ainda sofrer lesões no ombro resultantes das técnicas utilizadas aquando da transferência manual, fraturas da anca na sequência de uma queda resultante do insucesso da transferência realizada, hematomas o que, consequentemente, pode originar o aumento da sua dependência.

O conhecimento das técnicas e estratégias que devem ser utilizadas durante as transferências possibilita não só a diminuição dos riscos de lesões, promovendo a saúde e bem-estar do cuidador, mas também um aumento da qualidade do serviço prestado proporcionando, consequentemente, segurança e conforto à pessoa que recebe os cuidados.

Joana Emauz Madruga, Terapeuta Ocupacional.

Se quiser saber mais sobre técnicas de transferências e posicionamentos não deixe de se inscrever no módulo formativo Transferências e Posicionamentos, que irá decorrer no dia 13 de Novembro, das 18h30 às 21h30, no Centro Comunitário da Paróquia da Parede (Avenida Amadeu Duarte, junto à Igreja da Parede).

Inscrições através do e-mail: geral@projectoeuconsigo.pt ou 966791799.

Leave a Comment

Partilhe :)