Como a actividade de cozinhar bolos permitiu a recuperação de Ella, uma criança de 10 anos vítima de AVC

Ella foi levada para o hospital a meio da noite quando uma malformação de vasos sanguíneos desencadeou um AVC.

A menina que adorava ginástica rítmica e jogava hóquei, deixou de poder andar, movimentar o braço direito e exibia grandes dificuldades em falar. No entanto tudo mudou quando na Terapia Ocupacional começou a cozinhar bolos com o intuito de promover as suas capacidades motoras. Ella começou a recuperar a força e teve alta hospitalar após 5 semanas de intervenção.

 collage

A mãe de Ella, Laura Parks, refere que a filha foi capaz de recuperar a coordenação e tem cozinhado bolos para os técnicos do hospital. Laura refere “fomos apanhados completamente desprevenidos, foi um grande choque. No entanto o AVC aconteceu há 7 meses e a Ella já regressou à escola. Ela é muito determinada”. A mãe de Ella refere ainda que “o discurso dela já voltou praticamente à normalidade mas a leitura ainda está um pouco lenta. Ela consegue andar mas a coxear. É uma pequena lutadora”.

Após as avaliações realizados no hospital pediátrico de Sheffiield, em Inglaterra, verificou-se que Ella tinha uma Malformação Arteriovenosa (MAV).

Com o esforço combinado de fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, psicólogos, professores e enfermeiros ela conseguiu recuperar aos poucos a coordenação.

“O AVC mudou a forma como ela faz as coisas e agora tudo o que ela quer é angariar dinheiro para a caridade. Quando passamos perto do hospital pediátrico de Sheffield temos sempre que pôr dinheiro nas caixas de angariação de fundos” refere Laura Parks.


Fonte: How a bake-off is helping to cure Ella, a stroke victim at just 10

Leave a Comment

Partilhe :)