Date: Março 19, 2016

Author: Eu Consigo

Tags: , , ,

No Comments »

Pessoas que sofrem de Alzheimer podem não ter “perdido” a memória

Um estudo realizado em ratos e conduzido por Susumu Tonegawa– detentor do prémio Nobel da medicina – demonstrou que, ao estimular áreas especificas do cérebro, os cientistas conseguiram que esses animais recordassem experiências às quais não eram capazes de aceder anteriormente.

Tonegawa afirma que os resultados obtidos com esta investigação sugerem que as pessoas que sofrem de Alzheimer, pelo menos numa fase inicial, podem preservar a memória mas não conseguir acedê-la. Consequentemente, quando estimulada, poderá ser possível recuperá-la.

A doença de Alzheimer afecta 70% das 4,7 milhões de pessoas no mundo que sofrem de demência e esta pesquisa dá uma nova esperança para o seu futuro tratamento, segundo Susumu Tonegawa.

“Os níveis iniciais de Alzheimer poderiam ser curados, no futuro, se conseguirmos uma tecnologia com ética e segurança para o tratamento de condições humanas”

Apesar da importância dos resultados obtidos neste estudo para o futuro tratamento da doença de Alzheimer, actualmente existe outro tipo de intervenção que permite retardar o avanço desta demência, como a estimulação cognitiva. Existem também modificações e adaptações que podem ser realizadas no próprio ambiente da pessoa com Alzheimer, de modo a promover o seu desempenho e autonomia.

Saiba que pode contar com um terapeuta ocupacional para realizar uma avaliação personalizada, de modo a elaborar um perfil que permita identificar não só as principais limitações, mas também as capacidades e, desse modo, estimulá-las e preservá-las.

Conheça os nossos serviços ao domicílio aqui – Terapia Ocupacional ao domicílio – e contacte-nos, nós podemos ajudar.


Fonte: Nobel da medicina diz que a memória perdida por Alzheimer pode ser recuperada.

Leave a Comment

Partilhe :)