Date: Setembro 9, 2018

Author: Eu Consigo

Tags: ,

No Comments »

Entender a Terapia Ocupacional


Se foi hospitalizado ou submetido a uma cirurgia recentemente, é possível que o seu médico o aconselhe a fazer terapia ocupacional.  É provável que nunca tenha ouvido este termo, e que lhe pareça estranha a palavra “ocupação” relacionada com “terapia”.

Afinal, o que é isso de ocupação? Uma ocupação é, no fundo, algo que queremos fazer e que de alguma forma define quem nós somos (por exemplo ser sapateiro,  gostar de fazer desporto, ser pai, ser um excelente cozinheiro…).  Para realizarmos as nossas ocupações precisamos de conseguir realizar actividades, que incluem tudo o que fazemos, desde que nos levantamos da cama de manhã. Lavar os dentes, preparar uma refeição, conduzir um carro, escrever no computador, lavar o chão ou praticar um desporto são exemplos de actividades que desempenhamos todos os dias.

Para o terapeuta ocupacional é essencial que as ocupações que são significativas para si e que deixou de conseguir realizar devido a um problema de saúde possam voltar a ser realizadas. Por exemplo, se adora (ou precisa de) cozinhar mas deixou de conseguir descascar os alimentos, o terapeuta ocupacional pode ajudá-lo. Se lhe passou a ser difícil tomar banho ou vestir-se sozinho, o terapeuta ocupacional terá certamente técnicas, estratégias e produtos de apoio que serão valiosas ajudas para si. Se já não consegue tocar o seu instrumento preferido, ou ir buscar as crianças à escola no seu automóvel, ou fazer as compras sozinho, também pode valer a pena consultar este profissional.

Ele vai começar por conversar consigo sobre as suas ocupações, o ambiente em que vive e as suas características pessoais. Depois, vai ajudá-lo a estabelecer objectivos realistas para a intervenção e vai propor-lhe um plano de trabalho que pode incluir vários tipos de adaptações, realização de treinos e actividades terapêuticas que vão permitir-lhe progredir em direcção à sua autonomia.

O terapeuta ocupacional pode ajudá-lo em casa, mas também terá uma palavra a dizer quando tencionar regressar ao trabalho, ou quando pretender retomar a sua vida social e comunitária após uma interrupção por motivos de saúde.

Estes profissionais podem intervir com pessoas de todas as idades e em praticamente todas as situações. Basta pensar: “há alguma coisa que eu queria conseguir fazer e não consigo? Algo que me faz falta fazer no dia-a-dia?” Se a resposta é afirmativa, o terapeuta ocupacional é o profissional a consultar. Por isso se diz que, enquanto os médicos acrescentam dias à vida, os Terapeutas Ocupacionais acrescentam vida aos dias.

 Sim, quero ser contactado por um terapeuta ocupacional

 

Leave a Comment

Partilhe :)